Notícia - ARTIGO: A Dimensão Global da Educação Jesuíta

Foto

Por Luciana Aché, orientadora profissional do CSI

 

Segundo a Unesco, a ideia de cidadania global está ligada a um sentimento de pertencimento a uma sociedade mais ampla, além das fronteiras nacionais, dando ênfase a nossa humanidade e conectando o local e o global, o nacional e o internacional. Dentro do contexto educacional da Companhia de Jesus, a cidadania global fala aos direitos humanos, à justiça social e às diversidades.

Tornar-se cidadão global é colocar em prática a construção de um mundo coletivo, com e para o outro, apostando no respeito, na valorização às diferenças, na conscientização dos desafios do mundo e no reconhecimento de si mesmo e dos demais. São “homens e mulheres justos, verdadeiros cidadãos do mundo, capazes de gerar diálogo e reconciliação entre os povos e destes com a criação”. (Pe. Arturo Sosa, 2017).

O sentimento crescente de comunidade global que permeia a nossa rede de educação jesuíta nos leva a pensar como estamos incentivando a dimensão global das nossas escolas, e como preparamos os cidadãos do mundo. Sabemos que, para educar os alunos do século 21, é preciso equipá-los com competências que contribuam para a construção deste mundo em constante transformação, que exige uma colaboração global intensa, além de comunicação e entendimento. Devemos incentivar e estimular em nossos alunos o compromisso e a responsabilidade com o outro, indo além das nossas fronteiras pessoais e nacionais. Precisamos prepará-los para contribuírem ativamente com um mundo mais justo e sustentável, para serem cidadãos globais.

A Educação para a Cidadania Global visa a preparar e empoderar os alunos para entenderem e aderirem a sua responsabilidade global, assumindo um papel ativo diante dos desafios do mundo, contribuindo para uma sociedade mais tolerante, pacífica e inclusiva. Como disse Mário Sündermann, antigo delegado para Educação Básica da Rede Jesuíta de Educação, “vislumbrar a cidadania global supõe formar para a universalidade, tema tão próprio da Companhia de Jesus, o que requer uma educação integral, em uma perspectiva global.”

O projeto pedagógico da escola busca oferecer ao aluno oportunidades para desenvolver e aprofundar questões que envolvam o respeito e a valorização das diversidades, promovendo o debate e o protagonismo do jovem, de forma que cada um se implique com a justiça social no contexto local e global. Através de iniciativas conjuntas e colaboração em projetos acadêmicos e sociais e de programas de trocas culturais dentro da Rede Jesuíta, almejamos alcançar uma educação para a cidadania global, alinhando currículo e inovação, e capacitando o aluno a se tornar agente dentro da nossa sociedade.